Biocomb


Biodiesel irregular, mas com nota fiscal by squizato
6/junho/2007, 11:26 am
Filed under: Biodiesel, Economia, Geral

No Mato Grosso já é possível comprar biodiesel de empresa não autorizada pela ANP com nota fiscal. Para a região, a novidade é apenas a nota fiscal, porque o biodiesel já podia ser facilmente comprado desde o ano passado, como mostra esta reportagem que fiz para a revista Posto de Combustíveis & Conveniência.

Powered by ScribeFire.

Powered by ScribeFire.



Hidrocarbonetos renováveis by squizato
6/junho/2007, 10:59 am
Filed under: Biodiesel, Etanol, Geral, Internacional, Tecnologia

Do ponto de vista do conteúdo energético, o etanol está longe de ser o ideal. É com base nesta premissa – e também nas demais que tornam os biocombustíveis atraentes – que diversas empresas dos Estados Unidos estão desenvolvendo novas tecnologias para combustíveis líquidos. Em comum, todos estão de olho nas metas ambiciosas de substituição dos combustíveis fósseis.

Uma dessas empresas é a Amyris. Um dos objetivos da empresa é desenvolver biocombustíveis que contenham mais energia por massa, a menor custo e menos poluente do que o álcool. Para isso ela investe em biologia sintética. Outra linha de pesquisa procura desenvolver um substituto para o diesel que também seja produzido a menor custo e em escala muito maior do que o biodiesel feito a partir de óleos vegetais.

Curiosamente, a matéria-prima para essas maravilhas são as atualmente mesmas usadas para fazer o etanol. Mais do que isso, a produção poderá usar as mesmas usinas de hoje em dia.

Já a LS9 vai na mesma linha da biologia sintética, mas com uma abordagem um pouco mais agressiva. A empresa registrou como marca Renewable Petroleum (TM) feita a partir de micróbios que produzam hidrocarbonetos.

Essas idéias podem parecer malucas, mas por trás de cada uma delas tem gente grande. Um dos investidores comuns das duas empresas é a Khosla Ventures. A LS9 também conta com investimentos da Flagship Ventures. Já a Amyris recebeu recursos da Kleiner Perkins Caufield & Byers e do Texas Pacific Group Ventures.

Como é de se supor, investidor deste naipe não coloca dinheiro bom em gente sem experiência. A bancada de teste da Amyris é supervisionada por sete Ph.D, a maioria da Universidade de Berkeley, mas também tem pesquisador do Caltech e de outras universidades. Na LS9, a dupla que comanda os experimentos é formada por um professor da Universidade de Stanford e diretor do Instituição Carnegie, Chris Somerville, e pelo diretor do Centro de GTL (genome to life) do Departamento de Energia do Estados Unidos em MIT-Harvard.

Powered by ScribeFire.



Alternativos terão 8% do mercado global de combustíveis em 2030 by squizato
5/junho/2007, 11:20 am
Filed under: Biodiesel, Economia, Etanol, Geral, Internacional

O novo Energy Outlook publicado pela Energy Information Administration (EIA), órgão ligado ao Departamento de Energia dos Estados Unidos, indica que os combustíveis alternativos serão responsáveis por 9% da demanda mundial de combustíveis líquidos em 2030. O crescimento da oferta será da ordem de 8 milhões de barris por dia.

Para efeito de comparação, o crescimento da oferta de derivados de petróleo dos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) será de 6 milhões de barris por dia, enquanto os membros da Opep irão aumentar a oferta em 21 milhões de barris por dia.

Os combustíveis alternativos considerados pela EIA incluem os biocombustíveis, carvão em líquidos (coal to liquids, ou CTL) e também gás em líquidos (gas-to-liquids, ou GTL).

De forma geral, os combustíveis renováveis irão repsonder por 7% do consumo de energia do mundo.

O cenário de referência para o estudo da EIA não considera nenhuma forma de controle de emissão de gases do efeito estufa.

Acesse aqui a página para fazer o download dos arquivos do International energy Outllok 2007.

Powered by ScribeFire.



Emprego para Blair? by squizato
5/junho/2007, 9:46 am
Filed under: Biodiesel, Etanol, Geral, Internacional, Política

Notícia curiosa da Folha de S. Paulo de hoje. Álias, a única do diário apesar da realização do Ethanol Summit na capital paulista.


“Senadora do PT faz pergunta inusitada a Blair

DO ENVIADO A BERLIM

A senadora Serys Slhessarenko (PT) protagonizou um diálogo inusitado
anteontem em Berlim, no
fórum dos legisladores
ambientais do G8+5, com
Tony Blair. O chanceler,
que após sua palestra ficou
na sala, teve que responder a inesperada pergunta.
“Ministro, se tivesse que
escolher entre ocupar a
presidência de uma empresa petrolífera, do setor
de carvão, uma nuclear ou
uma indústria do setor de
biocombustível, escolheria qual?”, perguntou ela.
Antes de responder sério sobre a importância
dos biocombustíveis, Blair
disse que gostaria de ir ao
Brasil. “Muito obrigado
pela oferta de emprego.”
Nos bastidores, ela recebeu comentários positivos. Tanto que foi convidada a falar no jantar informal de encerramento
do fórum ontem, em hotel.

Powered by ScribeFire.



EUA estuda duto para biocombustíveis by squizato
5/junho/2007, 9:35 am
Filed under: Biodiesel, Etanol, Geral, Internacional, Política

Dois deputados norte-americanos propuseram uma nova lei que garante recursos para o Departamento de Energia (DOE, na sigla em inglês) pesquisar a viabilidade da construção de dutos para transporte exclusivo de biocombustíveis, especialmente etanol.

A proposta dos deputados Leornard Boswell, democrata de Iowa, e  Jerry Morgan, republicano do Kansas, também prevê que o DOE estude a viabilidade técnica de transportar biocombustíveis pelos dutos existentes.

Este mapa mostra a infra-estrutura de dutos dos Estados Unidos em 2001.

Powered by ScribeFire.



Mapa das usinas de biodiesel atualizado by squizato
1/junho/2007, 10:55 am
Filed under: Biodiesel, Geral

O mapa com as usinas de biodiesel autorizadas a funcionar pela ANP foi atualizado hoje. Com isso ele inclui todas as 27 usinas que constam do registro oficial do órgão regulador, incluindo duas novas unidades em Mato Grosso (Agrosoja e UsiBio), uma no Tocatins (Brasil Ecodiesel) e uma em Goiás (Caramuru).



Capacidade autorizada para biodiesel chega a 1,2 bi de litros by squizato
30/maio/2007, 5:17 pm
Filed under: Biodiesel, Economia, Geral

A ANP autorizou mais quatro usinas de biodiesel a funcionar, o que elevou a capacidade de produção de biodiesel oficialmente autorizada para 1,182 bilhão de litros por ano, dividida em 27 empresas. O órgão regulador considera 300 dias de operação para cada empresa, o que significa que o volume potencial de produção é ainda maior.

As quatro novas empresas autorizadas são:

Caramuru: oficialmente é a unidade com maior capacidade de produção do Brasil, com volume diário de 375 mil litros e anual de 112,5 milhões de litros. A empresa tem sede em Itumbiara (GO) e é uma grande processadora de grãos e ocupa posição importante no mercado alimentício. A usina de biodiesel da empresa está localizada em São Simão (GO). A empresa vendeu 30 milhões de litros de biodiesel no 4º leilào promovido pela ANP à cotação de R$ 1.789,29 por mil litros.

Brasil Ecodiesel: a quinta unidade de produção da empresa está localizada em Porto Nacional (TO) e assim como as unidades localizadas na Bahia, Ceará, Maranhão é capaz de produzir 108 milhões de litros por ano, ou 360 mil litros ao dia. A Brasil Ecodiesel vendeu 90 milhões de litros de biodiesel no quarto leilão promovido pela ANP ao preço de R$ 1.730,00 por mil litros.

Agrosoja: a Agrosoja é a maior esmagadora de soja de Sorriso (MT), que por sua vez é o município que mais produz soja no mundo. A capacidade autorizada da empresa é de 24 milhões de litros por ano, ou 80 mil litros por dia. A empresa vendeu cinco milhões de litros de biodiesel no quarto leilão da ANP ao preço de R$ 1.714,00 por mil litros.

Usibio: localizada em Sinop (MT), a Usibio foi autorizada a produzir seis milhões de litros por ano, ou 20 mil litros ao dia. A usina foi fabricada pela Paganini Construções, produtora de equipamentos para fabricação de biodiesel que também é de Sinop.

Apenas seis unidades concentram mais de 57% da capacidade de produção: quatro usinas da Brasil Ecodiesel, a Caramuru e a gaúcha Oleoplan, com capacidade de 98 milhões de litros por ano, ou 327 mil litros por dia.